segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Love is timeless - Capitulo II - Memórias

Capitulo I


“Olha ali H., um cãozinho… É o Sashi! Ele gosta mesmo de estar por aqui, não gosta? Mas onde está a Mimi? Costumam estar sempre juntos. É triste estar sozinho, não é?”

Era normal passearmos juntos pela cidade, correndo pelas ruas e brincando com os animais. Tínhamos os nossos locais favoritos onde gostávamos de nos perder na conversa.

- Estás a gostar do livro, L.?
- Imenso! É super interessante! Só ontem durante a noite, li cerca de cinco biliões de anos!
- Até onde leste?
- Até àquela parte em que os "Tromocolaris" aparecem, ao Período Pré-Cambrico! Gosto da Cathulfiana...Parece-se com este do meu desenho, não parece?
- Sim, acho que sim.
- E tu, H. de qual gostas mais?
- Da Cristolinia.
- Ahh. Essa é aquela que tem 6 olhos, não é?

Penso que eu e L., partilhávamos os mesmos tipos de sentimentos e pensamentos. Nós, que éramos apenas duas crianças pequenas e desajeitadas, preferíamos passar o tempo na biblioteca em vez de ir para o pátio com os outros meninos. Por isso, foi com naturalidade que ficámos grandes amigos. Os nossos colegas gozavam connosco por causa disso. Mas quando estávamos juntos, nem sequer nos importávamos com isso. Para o ano iriamos frequentar a mesma escola secundária. Estaríamos juntos para sempre… Pelo menos era isso que eu pensava…


["Ton. Ton.
Esta é a última estação. Os passageiros que saírem, por favor, queiram dirigir-se para as linhas de ligação para JR e Ke."]

Esta era a primeira vez que ia até à estação de Ton sozinho e também seria a primeira vez que apanhava ali um comboio. Estava nervoso e o meu coração batia acelerado. Sabia que não era por estar ali sozinho, mas porque encontrar-me-ia com L. depois disto tudo.

["Chegaremos a Mu dentro de alguns minutos. Repito: Mu. Na próxima estação, Mu, teremos que aguardar pela chegada do comboio rápido. Por esse motivo, este comboio permanecerá estacionado quatro minutos. Aos passageiros que tenham pressa de chegar a Yo e Ot, informamos que..."]


- Sim. Quem fala?
- É a L. É possível falar com o H.?
- Sim, só um momento.

- O quê, L.?! Como assim, transferiram-te? E o Colégio de Ni? Esforçámo-nos tanto para entrarmos...
- Os meus pais dizem que tenho que ir para a Escola de To... Sinto muito...
- Não tens que pedir desculpa. Não é culpa tua.
- Ainda lhes pedi que me deixassem ir para casa da minha tia K, mas disseram-me que só o poderia fazer depois de ser maior de idade.
- Pois... Está bem...
- Desculpa.
- Ok...
- Desculpa...
Apertava tanto o auscultador contra as orelhas que já me doíam. Percebi que a L. estava ainda mais triste do que eu, mas eu nada podia fazer quanto a isso. Desliguei o telefone quando do outro lado ainda se ouviam soluços. Tinha sido este o telefonema que deitara por terra todos os nossos sonhos, todos os nossos planos de estarmos juntos para sempre.


O cais da estação estava com o chão encharcado pela neve que era transportada pelos passos das centenas de pessoas que por ali passavam. O ar estava gelado e impregnado pelo cheiro inconfundível da neve que se evapora.

["Senhores passageiros, a vossa atenção por favor. O comboio da linha Ut, com destino a Ko e Ut, está com um atraso de cerca de dez minutos devido à neve. A todos os passageiros que estejam com pressa, pedimos as nossas mais sinceras desculpas."]

Até ouvir aquela mensagem pelos altifalantes da estação, a possibilidade de que pudesse haver um atraso com os comboios, foi algo que nem sequer me tinha passado pela cabeça. Rapidamente, o meu mal-estar aumentou.

(continua...)

19 comentários:

  1. Eu estou como o H., o meu mal-estar aumentou por ter de esperar para saber o resto :)
    Gosto da alternância entre o flashback das conversas passadas e a intensidade do presente!!
    Quero um autografo agora pata depois, quando fores famoso, poder vendê-lo no ebay :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu dava-te um autografo, mas eu não sei escrever sem ser assim pelo teclado... e muito menos sei assinar.. é mesmo com o dedo e a impressão diital..

      Eliminar
    2. Pronto, em vez de um papel assinado, dás-me um papel com a tua impressão digital, qual impressora :P

      Eliminar
    3. Pode ser! :) trás é a esponja para eu molhar o dedo..

      Eliminar
  2. Eu estou como a Never: também gosto da alternância passado/presente.
    E vê lá se despachas isso :$

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Segundo as minhas contas, ainda falta bastante história. E ou aumento o tamanho dos capitulos (e a malta diz que é muito ao mesmo tempo) ou terá que ser assim a pouco e pouco.. :)

      Eliminar
    2. Podes aumentar só a frequência com que publicas ;) (textos mais longos, não -.-)

      Eliminar
    3. Vou tentar. Demorei mais tempo entre um e o outro porque estava com pouco tempo.. agora vou poder dar-lhe a outro ritmo! :D


      (ps: erros ortográficos detetados, é favor reportar, oh grammar nazi! :D)

      Eliminar
    4. Podes contar com isso :D

      Eliminar
  3. Pronto, já li, mas não gosto de novelas que ninguém sabe quando terminam. xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém, calma lá! Eu sei! :D

      Eliminar
  4. Gostei.
    Fizeste-me entrar nesse "comboio".
    E olha que para mim basta este bocadinho para explicar tantas coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem. :)
      O objetivo é entrarem mesmo na historia e imaginarem-se a personagem.

      Eliminar
  5. Confesso que não fiquei muito fã dos nomes dados as estações e às escolas...não sei, para mim não flui mas não chores não? Continua a ser o H. e a L. e eu estou a ler vês? E agora até falas do facto de se irem separar....acho que vou deixar de te seguir LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois Liz, eu sei. Como já deves ter percebido não quero dar nomes concretos a nada, nem às personagens, nem às cidades, nem às estações, mesmo para que o cenário fique numa espécie de sitio imaginário. E depois para inventar nomes das estações, só me vinha à ideia coisas chinocas! :D

      Lá por haver esse indicio, não quer dizer que isso vá acontecer.. ou até sim. :p

      Eliminar
  6. Fico a aguardar os próximos episódios :)
    Mas acho que o comboio ainda terá um furo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aguarda, aguarda.
      Os comboios não têm pneus! ;)

      Eliminar
    2. Não??? Opahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
      Tu tiras a pica à minha imaginação.

      Eliminar
    3. Já mais mulheres me disseram isso mesmo!

      Eliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!