sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Fight fire with fire..

Os incêndios sempre foram uma realidade em Portugal. Tivemos anos em que foram imensos e não ardeu tudo devido ao trabalho dos bombeiros - esses heróis sem nome que muitas vezes ninguém se lembra a não ser em momentos de aflição.

Ontem mais uma noticia de um bombeiro que perdeu a vida durante o combate a um incêndio. Não culpo o fogo, pois esse nasceu sem culpa e não tem consciência do que faz; culpo, sim, a pessoa que deu vida a este monstro que consome tudo à sua frente. Como sei que alguém lhe deu vida? Fácil. Fogos que começam a meio da madrugada, no meio das matas, só pode ter mão humana por detrás e nunca o sol a refratar num pedaço de vidro.

Sendo, a minha irmã, bombeira voluntária e já tendo ela passado por momentos muito complicados, quero só dar uma palavra de apoio a todos aqueles que arriscam a sua vida para salvar a dos outros e a da própria natureza.
Aos incendiários, é só isto que desejo..


12 comentários:

  1. Aos incendiários era pegar neles e atá-los a uma árvore, no meio do fogo... Deixá-los sentir primeiro o calorzinho a aproximar, e depois os ossos a arder. FDP's -.-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Preferia que se incendiassem a eles próprios sem destruírem mais nada...

      Eliminar
  2. Nada se ganha com esta situação... tudo se perde,falo de vidas dos que heroicamente combatem as chamas... dos que perdem tudo e ficam sem nada... e falo ainda de toda a florestação.
    Condeno a falta de meios,de apoio e acima de tudo a impunidade a estes criminosos... .
    Lamentável.
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas houve alturas em que se falava que eram os gajos que compram madeira, que mandavam outras pessoas, pegar fogo às matas, para depois comprarem a lenha mais barata. Há sempre alguém que lucra com com o mal dos outros.. :(

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Os voluntários merecem o nosso respeito e admiração.

    É lamentável que, ano após ano, as coisas continuem na mesma. Há algum planeamento, prevenção?! Há articulação com todas as entidades?? Não me parece...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há planeamento, há prevenção, há articulação... agora o que não se pode planear, prevenir e articular, são os "malucos" que decidem pegar fogo ao que não é deles...
      As matas podem estar super limpas e tudo o mais, mas se lá for um gajo, a meio da madrugada, pegar fogo àquilo, pouco ou nada se pode fazer..

      Eliminar
  4. Isso era pouco. Fogo lento, tipo um churrasco, para poderem vibrar com os encantos do fogo. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E de preferência com um espeto enfiado no rabo para rodarem melhor...

      Eliminar
  5. Há gente que não tem noção dos estragos que causa, só porque é giro ver umas chamas a arder! Vidas e bens que se perdem só porque alguém tem prazer com isso! É pena não ficarem lá presos para sentirem bem o calorzinho e verem o amarelo das chamas da primeira fila! Idiotas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim. E ainda por cima são cobardes, porque muitas vezes, usam engenhos explosivos, para terem a certeza que não ficam lá!

      Eliminar
  6. Subscrevo o post.
    Também conheço bombeiros voluntários (amigos, e um primo), e sei o quanto dão deles sem receber nada em troca, apenas para ajudar os outros. É louvável. E os incendiários... Enfim, haviam TODOS de ser queimados vivos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes, às vezes penso que haveria castigos piores do que serem queimados vivos. Se calhar, serem mantidos vivos e a terem que contribuir para o bem da sociedade - limpando matas, estradas, etc - era um castigo maior do que a morte.

      Eliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!