quarta-feira, 10 de julho de 2013

Eu cá acho que isto é arte..

... mas há quem diga que é apenas vandalismo!

E eu só posso afirmar que estas pessoas ou são burras, ou são do benfica.. O que acaba por ser quase a mesma coisa.

A verdade é que há por aí muita parede e muro completamente vandalizados ou por gajos que se acham artistas, ou apenas vandalizados pelo passar do tempo. Depois, há aqueles muros e aquelas paredes que até dá gosto olhar, observar com atenção, parar durante bastante tempo para observar os pormenores, tirar fotos e contar às outras pessoas da espetacularidade do grafiti que vimos!

Hoje tive que ir, em trabalho, ali ao passeio maritimo de Belém, e em frente ao Museu da Eletricidade, existe um muro, degradado pelo tempo, mas soberbamente enriquecido com uma pintura!

E, minhas amigas e meus amigos, isto é arte!


36 comentários:

  1. Wow, vê-se mesmo que não vou a Belém faz tempo :O

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehe existem por lá umas paredes muito boas!

      Eliminar
  2. Também não considero isto vandalismo.. e nunca percebi porque é que escrever uma estupidez qualquer na rua é crime e na porta de uma casa é "coisa de miúdos"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não é, mas há de facto, situações em que é puro vandalismo. Tudo o que seja frases e rabiscos, devia ser retirado imediatamente ds paredes/muros, ou então, levarem com um grafiti a serio por cima!

      Eliminar
  3. big Like! Isto sim é arte! Qd era casada tinha no quarto do D. um grafitti com a imagem dele num campo de futebol e tava um espectaculo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que tivesse!
      Já vi quartos, e casas, todos pintados dessa forma, "fora do normal"..

      Eliminar
  4. Aqui na aldeia há uma associação de malta jóve que se dedica a pintar (de pintar mesmo) e a graffitar prédios desocupados (daqueles que não se sabe como não há dinheiro para demolir, mas há para fechar as portas e janelas com tijolo), com o aval da Câmara Municipal. É bonito de se ver :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas pinturas e grafitis como deve ser, imagino! :)
      Porque não tiras umas fotos e mostras à malta? :)

      epá, comprei tijolos e cimento é mais baratos que empresa de demolição e empresa de limpeza.. :D

      Eliminar
  5. Isso é arte, os rabiscos nas paredes e o "Joaquina, I love you", não!

    Estão bem giros :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é que tens contra as Joaquinas?! :D

      Estão brutais! :)

      Eliminar
    2. Foi o único nome parolo ou em desuso de que me lembrei na altura de fazer o comentário :P

      Eliminar
    3. Parolo?!?!
      Olha que a minha mãe é Maria Joaquina, a minha avó Joaquina Maria, a minha irmã Idalina Joaquina e queria dar o nome de Joaquina Gertrudes à minha filha!

      Eliminar
    4. Ok, não te zangues! Mas não chames Joaquina Gertrudes à tua filha, chama-lhe antes Gertrudes Joaquina, fica mais giro :P

      Eliminar
    5. Por acaso acho que não tenho nenhuma Joaquina na familia... lool :p
      E claro que não vou dar esse nome à minha filha.. será Miquelina Andrioleta!

      Eliminar
    6. Já que estão a falar de nomes giros-giros, peguem lá o de uma coleguinha que eu tive no 9º ano: Nicoleta Solange (apetece-me chorar de cada vez que me lembro x'D)

      Eliminar
    7. hahaha isso é mesmo muito mau! :)
      Uma amiga minha, tem uma amiga que tem de apelido Alho, e os pais acharam por bem, que o primeiro nome dela podia ser Carla! :D

      Eliminar
    8. Ó Lia, coitada da moça. Eu conheço uma Magda Priscila, não sei se fica ao nível da tua Nicoleta Solange :D

      Ó Mustache, essa inventaste, não? :P

      Eliminar
    9. Anokas, bota coitada nisso... Eu trocava de nome assim que fizesse 18 anos. Mas Magda Priscila também é "show dji bola" xD

      Eliminar
    10. Não inventei não! :)
      E a irmã da Carla Alho, também tem assim um nome meio marado que não liga bem com o apelido.. :)

      Nicoleta Solange, Magda Priscila, Eduardo José... venha o diabo e escolha!

      Eliminar
  6. Para mim tb é arte, e quem considera vandalismo não sabe o que diz e mto menos apreciar..

    Qt ao teu comentário depreciativo em relação ao Benfica, vou relevar...Hj estou mto bem disposta e não respondo a provocações reles :-p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não se pode considerar vandalismo, mas que o há, há! :(

      Benfica é cocó, e o resto é conversa!! :D

      Eliminar
    2. Não me provoques, que ontem eu estava bem disposta. Hj não estou!!

      Eliminar
    3. Azar o teu! hahaha
      todos os meus dias são dias maravilhosos e de boa disposição! :)

      sempre que tiveres em baixo, lembra-te de mim em tutu! :p

      Eliminar
    4. Cada vez q me lembro disso fico mal disposta fisicamente:-p

      Eliminar
  7. Arte. Sem dúvida. Isto é arte. Aqueles tags ou lá como se chama não gosto, mas estes grafitis são arte e deviam ser mais valorizados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem duvida nenhuma! Artistas que passam incógnitos! Artistas que deviam ser pagos para pintarem tantas zonas da cidade!

      Eliminar
    2. mesmo. Não era nada mal pensado as autarquias pelo pais fora fazerem isso. Ficávamos com um país muito mais bonito e colorido para afastar os dias cinzentos :)

      Eliminar
  8. A verdade é que há por aí muita parede e muro completamente vandalizados ou por gajos que se acham artistas (sic)

    Aqui, comentes o erro, na minha opinião, que é afirmares que é arte ou vandalismo na tua opinião (que é válida) dos desenhos. E eu, ainda que seja liberal, seja um tipo que vem da cultura street (o meu amor por ténis, skate, e outras tretas), não sigo a tua linha de raciocínio.

    Basquiat também começou na rua e depois para dentro d galerias. Mas a grande diferença entre arte e vandalismo é se a "tela" é do autor ou não. Caso não seja, lamento, é vandalismo e destruição de propriedade privada. Podemos argumentar quer ficou mais giro, que elevou a parede a um outro nível, mas a realidade é que alguém pintou uma muro, uma casa, uma parede que não era a sua.

    Claro que temos casos fronteira, ou podemos especular. Bansky, é arte ou vandalismo? Afinal, ele usa paredes (entre outras coisas) alheias. E se Picasso ainda fosse vivo e andasse para aí com uma lata de tinta na mão?

    Não tenho uma resposta concreta para as questões em cima, até porque como disse sou um amente da cultrua street e gosto de Bansky.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá E,

      De facto, não passa da minha opinião, que irá de encontro a outras similares à minha, e contra outras. E pergunto eu, meio a atirar para o ar, quantos géneros de arte não começaram de forma menos correta, mais ilegal até? O graffiti já ganhou o seu espaço no mundo da arte, é um facto. Temos grandes artistas a fazerem trabalhos extraordinários que já deixaram as paredes das ruas e entraram nas galerias de arte. Basta vermos o documentário "Exit Through the Gift Shop" (que acredito já tenhas visto), para percebermos a dimensão que já atingiu. Ou lembrarmo-nos da noticia do pedaço do muro que foi roubado com um graffiti do Banksy e depois vendido em leilão pela net.

      Se a "tela" é deles? Não o será, mas de que outra forma poderiam eles mostrar o que melhor fazem se não for desta forma? Não seria melhor que houvesse, tal como disse, espaços próprios para isto, ou autorização das autoridades competentes para que certos espaços públicos pudessem ser "renovados" através destes desenhos?

      O que é arte e vandalismo está dividido por uma linha muito ténue, tal como as opiniões das pessoas. De qualquer forma, agradeço o teu comentário.

      Eliminar
    2. Vi o documentário sim, e gostei. Mas pegas pelo fim do grafitti. Pegas pela realidade actual.

      Quantas "artes" começaram de forma ilegal? De facto não sei, não tenho conhecimento para me pronunciar.


      O que sei, ou melhor, o que entendo é que o caso do Bansky tornou-se um caso fronteira. talvez já dervituado do próprio movimento grafitti (que não é mais que um dos elementos do Hip Hop). É verdade que muitos sairam da rua e vieram enfiar-se nas galerias. E o que para muitos puristas (podes ver isso em foruns e um pouco nas revistas de grafittis) esses venderam-se ao mainstream. Enfim, quem somos nós para julgar quem quer que seja.

      Há "pintores urbanos" de grande talento. Gostos e particularidades. Mas mantenho, em génese, a minha teoria, em "telas" alheias é vandalismo. Imagina que um amigo teu arquitecto faz-te (desenha) uma casa fantástica, muito gira, cheia de janelas porreiras, muros bonitos, e vem um tipo e faz um desenho - por mais cool que seja ou mais bonito- no muro. É vandalismo (claro que te cabe a ti apresentar queixa, mas aí já estou a cair no domínio da legalidade stricto sensu).

      Basquiat - passou há uns meses um documentário muito fixe na televisão - também usou a rua para pintar inicialmente. Mas também usou portas abandonadas para pintar. Não será essa uma outra alternativa.

      A verdade é que o tema grafitti tem várias posições e opiniões.

      I dont judge.

      Abraço

      Eliminar
    3. Irei procurar esse do Basquiat para ver.

      Talvez me saibas dizer, mas os skaters, antes de haver os parques, não "invadiam" residências com piscinas vazias para praticarem? (é o que vejo nos filmes e nos docs)
      E não tenho nada contra isto, mesmo pelo facto de que seria impossivel doutra forma.

      Seria uma questão do grafiti que tivesse no meu muro. Se o considerasse ou não arte, ou uma mais valia para o muro.

      Mas sim, sem dúvida que este é tema com assunto para muito tempo e com opiniões para todos os gostos.

      Abraço

      Eliminar
    4. O terem invadido as piscinas foi uma
      Mera casualidade, o que criou o skate como o conheces hoje, antes disso, e mesmo nos primórdios em que as piscinas foram invadidas, era mais acrobático que "radical". Lords of dogtown, o filme ou até o documentário mostra essa passagem.

      Eliminar
  9. M,
    Estás a ficar famoso:))

    Já reparaste? A honra de ter o E a comentar-te?
    Brutal:))
    Nice!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Patrícia,

      :O

      Eliminar
    2. Eu leio o E há imeeeenso tempo, mas não costumo comentar:-p
      And The Black Cat, ok?
      :)

      Eliminar
    3. Patricia, por favor, eu sou famosissimo! :D

      Também já "conhecia" o Mounsieur, tal como a "conheço" a Sue. :)

      Eliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!