terça-feira, 7 de julho de 2015

Dicas para ti, homem fraco, que não consegues engatar uma miúda.

Acho que a última vez que saí à noite para beber uns copos e abanar o fémur, "Like a Prayer" da Madonna era o hit em todo o lado. Agora, não conheço uma única música que lá os dj's passam, mas parece-me que serão ritmos de uma tribo da África Central, que faz com que todos dancem agarrados e a sacudir o nalgueiro.

Como já devem ter percebido, há mesmo muito tempo que não tinha um pouco de vida social. Assim, aproveitando o jantar de final de curso, lá saí para me divertir um pouco.

Vou ser sincero: fui para beber à grande e sem pensar nisso. Comecei com um mojito ainda antes de entrar no restaurante, bebi sangria a rodos e terminei com um Bushmills (sem gelo), antes de sairmos para onde quer que me quisessem levar. Parece que o início de noite para toda a gente continua a ser o Bairro Alto e o Cais do Sodré. Ao que parece aquela lei que impede os jovens de beberem álcool está a dar resultado. Nem mesmo quando andava na escola primária e chegava a hora do lanche, eu vi tanta gente agarrada a pacotes de 200ml de leite achocolatado. Despachei mais um balde de mojito e segui parte do grupo (felizmente eram mesmo do meu grupo) até ao Meninos do Rio, um espaço agradável, a céu aberto, que passava aquelas tais musicas de acasalamento tribais. Quando dei por mim, estava sem me conseguir mexer no meio da pista.

Uma coisa que tinha, de facto, saudades quando saía à noite era observar as pessoas: o comportamento deles e o rabo delas. Assim, foi o que fiz. E rapidamente percebi que há por aí muito jovem que, pura e simplesmente, tem tanto jeito para engatar um miúda como o Vale e Azevedo para dizer verdades. Estava com um amigo meu a topar duas miúdas a dançar e, entretanto, aparece um gajo todo gingão a dançar na direção delas. A primeira coisa que faz, ou tenta fazer, é passar a mão na cara de uma delas. Obviamente que ela recuou logo e se afastou com a amiga. E eu fiquei a pensar: "Eu nunca fiz destas figuras, mas.... será que ainda tenho o meu Mojo?"



Ao fim de ter conseguido encetar conversa com 3 gajas diferentes, indo para a casa de banho com duas (para lhes segurar o copo, calma!), acho que tenho de partilhar aqui 3 técnicas infalíveis, a ver se estes jovens aprendem qualquer coisa. O difícil nisto de meter conversa é saber como iniciar a conversa de forma a que ela não pense que vocês são uns tarados com algo mais que o telemóvel no bolso. Simples, não é? A minha técnica e dizer qualquer coisa que a faça rir. Se ela se rir e ainda vos chamar "estúpido", a conversa vai continuar. Se o adjetivo for "parvo", vão acabar a tirar-lhe o fio dental como se fosse fio dentário. Aqui vai...


O Ignorar:

Convém teres um amigo contigo. Vais ter com uma miúda e dizes-lhe que o teu amigo é muito tímido mas que gostava de a conhecer. Ignoras por completo a amiga dela. Quando a outra se sentir posta de parte e te perguntar se ela é invisivel, dizes-lhe que não podes falar com ela. Quando ela te perguntar o porquê, tu rematas com esta "Porque eu tenho diabetes. E tu és claramente a coisa mais doce que aqui está...". PUMBA!! Cuidado com esta, porque há casos de gajas que começam logo a fazer felácios.


O Nome:

Para esta não precisas não precisas de ignorar ninguém, mas vais fazer com que as amigas dela se sintam rejeitadas. Chegas ao pé da gaja que queres e dizes "Olha, fiz uma aposta com o meu amigo em como acertava o teu nome.", quando ela te disser para tentares adivinhar tu rematas com esta "Só pode ser Luz, porque és a estrela mais brilhante do Universo...". PUMBA!!! 2 a 0!!!


Não é para todos:

Esperas que elas simplesmente venham falar contigo, impressionadas com a tua magnifica barba e rematas com esta:


9 comentários:

  1. plamor de deus nao nos ignorem! é do pior que nos podem fazer. mas ya,resulta um bocado.
    então e dicas para nos, fracas e feias mulheres que querem engatar um gajo? o que resulta?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Nós, fracas e feias", não se adequa a ti.
      Para as realmente fracas e feias, basta conseguir ter uma conversa interessante!




      E boas mamas... e um belo rabo.

      Eliminar
  2. No meu tempo de faculdade em Lisboa - e não foi assim há tanto - o Bairro Alto e o Cais do Sodré eram, sem dúvida, pontos de referência. A noite podia começar e mesmo acabar nesses locais, absolutamente mágicos. Há também quem fosse para Alcântara e tal, mas nunca gostei...

    Em relação às técnicas de "engatar gajas" só me posso rir, porque são um pouco triviais... Haha Mas aparentemente resultam! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes as coisas mais simples são as que resultam melhor! ;)

      Eliminar
  3. Já entendi. Queres acabar com a concorrência, não é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás a dizer que isto não resultava contigo?
      pfffft

      Eliminar
  4. Boas técnicas...
    ...tão "outdated" que pode ser que até resultem pela "aparente" novidade!

    Posso acrescentar-te uma que funcionou às mil maravilhas no comboio de Lisboa para Cascais a caminho de mais um concerto no Dramático:
    Cheguei ao pé dela e perguntei:
    -Bute?

    Funcionou tão bem que fiquei a tratar os poros todos dela por tu, embora até hoje desconheça o nome dela...

    (aparentemente e estranhamente ela não queria falar... E eu também não!)

    :)

    Quanto à pergunta da Maria Francisca, dou a técnica infalivel:

    -Aparece nua e leva cerveja! - o gajo vai cair aos teus pés e ser teu para sempre (ou pelo menos enquanto se lembrar)!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah calculei que a resposta fosse alguma coisa do género...

      Eliminar
    2. Claro. O "old" é o novo "new".

      Isso resultou porque só disseram uma palavra. Caso falassem muito, até se podiam chatear por causa de idéias contrárias.

      Sou alérgico a cerveja. A mim não me convencia, caso não tivesse ficado totalmente convencido com a nudez. :)

      Eliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!