sábado, 28 de fevereiro de 2015

Daquilo das mulheres ofendidas...

Sempre que uma mulher fica ofendida por haver uma barbearia só para homens, devia rebentar uma bola de pilates lá naquilo dos ginásios Vivafit.

9 comentários:

  1. Respostas
    1. Haviam de parecer pipocas! :D

      Eliminar
  2. Anónimo12:14:00

    está-se tudo nas tintas para existirem barbearias com serviço dirigido aos homens, ou por existirem cabeleireiros ou vivafits só para mulheres. o problema aqui é proibir-se a ENTRADA ou PERMANÊNCIA do género feminino mesmo que vão acompanhar um cliente (como já foi relatado mais que uma vez neste estabelecimento).
    o mustache não vai ser expulso da recepção de nenhum vivafit ou cabeleireiro por ser do género masculino.

    julie

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E isso foi relatado por quem? Por uma mulher que foi homem?
      Vamos por partes: aquilo é uma barbearia. Serve para cortar a barba. Ora, se uma mulher lá vai acompanhar o filho menor de idade, parto do principio que a criança ainda não terá barba, logo, não faz sentido. Se foi acompanhar o namorado, estar na barbearia à sua espera deve ser tão interessante como um homem estar à espera da sua namorada num salão de beleza.

      E aí é que está, foi-me dito pelo ginásio Vivafit, que a minha ida lá para um treino que marquei não fazia sentido porque aquilo é só para mulheres. Ora, se não me vão fazer o treino, porque sou homem, que interesse tem em eu ir para a receção do ginásio?

      A verdadeira questão aqui é que fica tudo muito ofendido quando ninguém está a ofender ninguém. Tanto concordo com barbearias só para homens, como ginásios só para mulheres. Convém é manter a coerência nas nossas atitudes.

      Eliminar
    2. Anónimo15:11:00

      Repito:

      O problema aqui não é haver serviço exclusivamente para homens (como há na barbearia) ou serviço exclusivamente para mulheres (como há nos vivafit). Está-se tudo nas tintas para isso.

      O problema aqui é ser-se expulso de um estabelecimento, ou proibido de entrar, por se ser de um determinado sexo. É que o Mustache pode ser impedido de treinar no vivafit, mas nunca será impedido de acompanhar quem quer que seja. Se tem interesse nisso ou não é completamente irrelevante para o que se está a debater.

      Se é interessante para uma mulher ficar à espera do seu namorado (filho sobrinho amigo whatever) enquanto lhe aparam a barba ou lhe cortam o cabelo é com ela, ninguém tem nada a ver com isso a não ser a dita mulher/rapariga que tem direito de fazer do tempo o que bem entenda.

      Já agora, e uma vez que "ninguém está a ofender ninguém". Qual a razão para no letreiro permitirem a entrada de cães, mas proibirem a das mulheres?
      Pelo que percebi aos cães também não lhes cortam nada.

      Deixo o testemunho de um homem que se fazia acompanhar pela companheira e filha, ambas expulsas do estabelecimento http://dirigivel.blogspot.pt/2014/10/menina-nao-entra.html (mas se fosse relato de "uma mulher que foi homem" seria diferente? não compreendi a lógica do raciocínio).

      julie

      Eliminar
  3. Estava a imaginar como seria o "rebentamento" de uma bola de pilates e deu-me uma tremenda vontade de rir xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda deve ser coisinha para fazer um grande estrondo! :)

      Eliminar
  4. Uiiii, mas que 'biolência', Mustache.
    Onde meteste o gentleman que há em ti? Sumiu? Foi?
    ;p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é biolência, minha cara, é coerência.
      Ou, neste caso, a falta dela. :)

      PS: o gentleman está cá sempre. ;)

      Eliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!