quinta-feira, 5 de março de 2015

Continuará sempre a deixar-me irritado..

Longe vai o tempo em que para emprestar o meu carro era preciso um requerimento. Depois, iria analisá-lo escrupulosamente. Saber para onde ía, caminho que ía percorrer, com quem ía, se fumavam, se comiam durante a viagem. Tudo. Tudo bem analisado. Agora, depois de vários riscos e com o passar do tempo, já empresto o carro sem grandes problemas, a um familiar ou amigo. Desde que seja para alguma coisa necessária, levem-no, e nem preisam de repôr o combustivel.
Mas, e como há sempre um mas, continuo a ficar lixado da vida quando mexem na posição do banco. Eu sei, eu sei que é quase essencial ajeitar o banco à medida de quem vai a conduzir, mas e depois? Depois, quando é que volto a ter o banco e os espelhos naquela posição perfeita, perfeitinha para mim?

1 comentário:

  1. ahahah aposto que quando "for grande" e tiver carro e carta vou ser igualzinha xD

    ResponderEliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!