terça-feira, 29 de abril de 2014

Lá vai a gaja boa, formosa e não segura..

De salto-alto vai para a paragem
a Gaja boa, pela calçada;
vai formosa e não segura.


Leva na cabeça uma bandolete,
o telemóvel nas mãos com unhas de gel,
cinta de fino esverdeado,
leve vestido primaveril;
traz a pochette de cote,
mais brilhante que as luzes do Urban;
vai formosa e não segura.


Passa as mãos pelos cabelos,
cabelos de ouro e longos,,
bandolete de cor de encarnado…
tão linda que o mundo espanta!
Vira-se para trás, cigarro na boca,
tanto que dava graça à formosura;
já não vai formosa nem segura.





Não rima, mas é só para dizer que gajas com cigarros no bico me tiram a tesão toda.

E não se esqueçam que continua ali a votação para o mês de maio!
Votai, votai!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!