quarta-feira, 24 de julho de 2013

É sempre esta merd....

Eu não tenho filhos, ou pelo menos, não tenho crianças que me chamem pai. No entanto, e na ausência de filhos reais, o meu carro assume esse papel. Até porque se pensar bem, o que gasto com ele em combustivel, seguro, inspeções, revisões, pneus, dará certamente para cuidar de uma criança ainda em fase de cagatório ambulante. O meu carro é mais importante para mim do que qualquer outra coisa na minha vida, porque me custa a pagar todos os meses e porque é o meu meio de transporte para todo o lado.

Por isto tudo, sou bastante cioso com ele e muito dificilmente o empresto a alguém. O meu pai teve que esperar quase um mês até o conduzir pela primeira vez. E caso não seja um membro da familia a pedir-mo é bom que a necessidade de o utilizar esteja relacionada com alguém estar em trabalho de parto ou ter um pulmão a sair-lhe pelo umbigo. Ou em último caso, que precisem dele para transportar um cadáver!

Mas eu às vezes sou bom rapaz e até abro pequenas exceções, que foi o caso de hoje, e emprestei o carro ao meu irmão porque ele só tem mota e precisou ir comprar umas caixas de cartão para fazer a mudança para a casa nova e aquilo é complicado de transportar na mota. E a verdade é que, se eu empresto o carro, quando mo entregam ele pode vir com menos gasolina, pode vir com outra estação de rádio ligada, pode vir com os espelhos noutra posição, pode vir a cheirar a bufas, pode até vir mais sujo que que não me importo, mas... não me mudem o banco do sitio!!!!

É que aquilo está na posição certa, de todas as maneiras possiveis, para eu ter uma condução suave, suave... E para conseguir arranjar a posição 100% certa, demoro semanas com muitas tentaivas falhadas! Ora, claro que o meu irmão hoje mudou o banco de sitio! Andou para a frente, para cima, a inclinação das costas, a altura do banco, tudo! E a viagem que fiz do trabalho para casa foi, tal como eu esperava, uma tortura, em que vim o caminho todo a dar pequenos ajustes numa tentativa (falhada) de voltar à perfeição.

Mas eu lixo o sacana! Da próxima vez que ele me emprestar a mota, pode ter a certeza que a vou trocar por um triciclo!!

35 comentários:

  1. Respostas
    1. Acho que acontece com todos! :D

      Eliminar
  2. Eu acho que até é bom que tenha mudado. Imagina o que era estampar-se porque não estava a conduzir na posição certa? Ah pois...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas.... mas.... e a minha posição? O tempo que perdi a ajeitar o banco até parecer que estou sentado numa nuvem fofinha, sem me dar dores nas costas e pernas mesmo que conduza 10h seguidas? :(

      Eliminar
  3. Jasus, que mau feitio.
    Fazes este espectáculo todo por causa de um carro, nem imagino se um dia precisares de emprestar a namorada... sim, porque na actual conjuntura, tudo tem de ser dividido, leis do Marx.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá, vocês não percebem, é quase o mesmo que emprestarem por exemplo o estojo de maquilhagem a alguém e ele vir todo desarrumado. Mete raiva -.-'

      Eliminar
    2. Ahh nisso tens razão, prefiro dividir o namorado. :)

      Eliminar
    3. Pior, imagina que emprestas o teu necessaire de viagem e que quando to devolvem, reparas que o aplicador do tampão foi mexido e usado? :D

      Xena, tens a certeza que queres começar uma conversa sobre Marx e relacionar as suas teorias utópicas à realidade das relações? A guerra das classes com a guerra dos sexos? O proletariado vs patronato e mulheres vs homens? Se sim, avisa-me, que temos aqui conversa para duas semanas! :D Epá, se divides assim o namorado, deixa-me ser eu esse sortudo! :D

      Eliminar
  4. Lol, eu ate te percebo mas deixa la..
    Pa prox vais ajudar o mano e ja n ha strek :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E fui, mas quando ele foi comprar as caixas, eu estava a trabalhar.. :(

      Eliminar
  5. Mexam-me em qualquer coisa, QUALQUER COISA, mas nunca no banco do carro e no telefone...eu mato. MATO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exato! Façam o que quiserem com tudo o que é meu, excepto banco do carro e iphone!

      Eliminar
  6. Compreendo TÃO BEM o teu sentimento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Traz os meus instintos assassinos cá mesmo acima!

      Eliminar
    2. Todos os teus instintos assassinos, por mim conhecidos até ao momento, estão relacionados com carros :O

      Eliminar
    3. Junta aí o iPhone.. :)

      Eliminar
  7. Não compreendo.
    Porque não escreveste a palavra merda no titulo. Todos sabemos o que queres dizer e todos lemos "merda" mesmo faltando o "a"
    Quanto ao banco. Nunca liguei a isso, já tive carro e pouco lhe liguei.
    Conselho. O dinheiro que gastas no carro aplica nos transportes públicos, inclusive nos táxis. E ainda sobra!
    Vim para o Gerês de transportes públicos, e bi muita gaja gira. Como vim com dois amigos casados fiquei-me pelo olhar. Damn it!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finalmente encontrei um gajo que me pode ajudar sobre como chegar ao Gerês de transportes :D

      Eliminar
    2. Eu sei que se lê isso na cabeça, mas eu só não o escrevo porque sei que também aqui vem pessoal mais novo, miudos e miudas de abaixo dos 15 anos. Que eu sei que dizem estas e outras palavras, mas se eu as puder evitar, evitá-las-ei.
      Opá, sou cioso com o meu carro. Custa-me a pagá-lo! :D Gasto nas coisas que sou obrigado a gastar, mas já nem o lavo nem nada, só está mais limpo quando chove. De resto, odeio transportes públicos e digas-me o que disseres, não troco a comodidade do meu carro, pelo cheiro a pessoas e desconforto dos transportes publicos.
      Não percebi a relação entre amigos casados e teres que te ficar pelo olhar..

      Boas férias e bom descanso! :)
      Diverte-te!!

      Eliminar
    3. Não conndeno quem o faça. O carro para mim é perfeitamente secundário. Mota e transportes são suficientes.
      Estando eles casados não os quis deixar sozinhos e arrancar numa de galifão, que até nem sou, mas as coisas poderiam ter sido diferente. Savvy :)

      Eliminar
    4. Diogo,
      De Lisboa, tão fácil, 24€ são suficientes. Expresso até Braga, autocarro at´r ao campo do Gerês ou outra zona que queiras :)

      Eliminar
    5. Diogo, a tua mota é o teu carro. Imagina o que era tu emprestares a mota e alguém mexer naquele promenor que é o mais importasnte para ti.. :)

      Vou-te deixar com uma parte de uma musica do Eminem:

      Look, if you had one shot, one opportunity
      To seize everything you ever wanted, one moment
      Would you capture it, or just let it slip?
      You better lose yourself in the music, the moment
      You want it, you better never let it go
      You only get one shot, do not miss your chance to blow
      This opportunity comes once in a lifetime.

      Eliminar
  8. Acho que não é caso para tanto! O meu irmão quando usa o meu carro também me mexe naquilo tudo, o assento vem para a mala, e eu não me importo. Mas isso sou eu que não ligo nenhuma.

    Para a próxima não emprestas, ou então emprestas, mas vais tu a conduzir.

    Calma, não te vá dar uma coisinha má :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu és gaja.. para ti o carro é um carro. Para nós homens, é um filho!

      Se for com ele, não é emprestar. Tenho é que lhe dizer para estar quieto e não mexer nada do sitio! É o que faço no carro dos outros.. mexo em tudo, menos na posição do banco. :)

      Eliminar
    2. Desculpa, não mexes na posição do banco? Se uma gaja de 1.50m te emprestar o carro tu vais a conduzir com a barriga colada ao volante? Não puxas o banco para trás?

      Tem nome o teu filho? :P

      Eliminar
    3. As gajas não se preocupam com isso. Só se preocupam em ter um porta-chaves com 50bonecos agarrados à chave e cheira-bem pendurados no espelho retrovisor! :D

      Ed Mobile :)

      Eliminar
    4. Isso é mentira! O meu carrinho desde que o tenho nunca viu um cheira-bem, eu não me preocupo muito com a limpeza do pobrezinho. E a chave não tem 50 bonecos pendurados, ainda vergava e partia :D

      Ed Mobile? Então é aparentado do Bat Mobile! :P

      Eliminar
  9. É das situações que mais mexe com o meu sistema nervoso. Não mexam na porra no banco!
    Todo o meu ser interior entra em choque, o tico junta-se com o teco, que um dia saem uns lasers pelos olhos que fulminam alguém...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja mulheres que percebem esta minha dor! :D

      hahaha andas a ver muito X-Men! :)

      Eliminar
  10. Odeio, mas odeio mesmo que mexam no banco e nos espelhos!!! Se estão em determinada posição é porque é assim que tem de ser... já não há respeito!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os espelhos ainda tolero, é fácil de voltar à posição, mas o banco... o banco é tão difícil recuperar a perfeição!

      Eliminar
  11. Não tenho carro próprio.
    Mas de vez em quando conduzo carros e carrinhas da empresa, como tal estou mais do que habituado a ter que ajustar tudo xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, carros da empresa é o pão nosso de cada dia..
      Mas o meu é o meu e ninguém pode mexer! :D

      Eliminar
  12. Sentido de humor...ainda bem que passei por aqui. Salvou-me o dia.
    Parabéns pelo espaço.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria so Sol!
      Fico feliz por ter ajudado de alguma forma. Sempre que precisares de te rir, podes passar por aqui que é provavel que te rias sempre.. ou vá, pelo menos esboces um sorriso! :)

      Obrigado

      Eliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!