domingo, 12 de maio de 2013

Odeio hipermercados - Parte III

Há quem tenha os melhores fins de semana, todos os fins de semana, com muitas festas loucas, muita praia, muito sexo, muita diversão, etc e tal.. Mas eu cá acho que isto só é possivel porque não têm que se preocupar com uma coisa que para mim, é das maiores torturas que existem... sim, é isso mesmo que estão a pensar (como se o titulo do post não desse logo para adivinhar): ir às compras ao hipermercado. Sempre que lá vou, arranjo mais motivos de ódio e que me tiram toda e qualquer vontade de lá voltar a por os pés!

Como eu sou gajo solteiro, livre, giro e simpático (ok, isto era desnecessário dizer, mas sempre ouvi dizer que quem não berra, não mama..) e como não tenho a mãezinha para me ir comprar as coisas, lá tenho eu que ir, de vez em quando, áquele espaço que me deixa à beira do suicidio.

Eu quando lá vou, sou muito especifico naquilo que quero, levo lista e tudo, para não andar por lá perdido à procura das coisas e a pensar no que preciso. E gosto de chegar ao sitio das coisas, estender o braço, e agarrar nelas sem ter que pensar muito se estou a fazer bem ou mal, ou a melhor ou pior compra. E o que tem acontecido ultimamente é que tudo está em promoção; tudo tem uma etiqueta a avisar para aproveitar já; tudo com desconto em cartão (mas eu nem sequer vou levar cartão!!); que posso levar 4 iogurtes e só pagar 2, mas que tenho de ir comprar uma saca de pão e conseguir dar uma cambalhota e levar as compras todas enquanto faço o pino.. E isto deixa-me sem saber o que fazer! Até porque depois, se um gajo fizer as contas, está a ser enganado! E quando não nos enganam, estão a tentar fazer-nos passar por estúpidos que nem sabem fazer contas! Exemplo: o produto individual custa x, mas se levar o pack de 3 paga y. E uma pessoa até pensa que vai poupar ali qualquer coisa, mas o produto individual custa 1€, e o pack de 3 custa 3€! Onde é que está aqui o ganho ou a vantagem de levar a mais do que aquilo que eu preciso? Estas coisas irritam-me a sério!

Outra coisa que me irrita, são aquelas banquinhas, no meio dos corredores, onde está alguém a tentar chamar as pessoas para experimentarem uma massa nova, ou umas fraldas ou uns biscoitos de cão. Eu gosto de andar à minha vontade, perdido nos meus pensamentos, esquecer o sitio onde estou, fazer as minhas compras e sair dali o mais rápido possivel. Logo, o que menos quero é que alguém interrompa o meu estado zen, necessário à minha sobrevivência, e que me traga de volta à dura realidade, ainda para mais com coisas que claramente eu não preciso!
Como chegaram os dias de mais calor, um gajo tem tendência a transpirar mais, e como consequência disso, já tenho que tomar 3 banhos por semana e usar desodorizante todos os dias. Como o meu já se tinha acabado, fui à zona dos produtos de higiene e quando estava a escolher um, entre os 153 tipos de desodorizante diferentes que lá havia, aparece uma jovem que me interpelou e me perguntou se eu estava interessado nas novas giletes da Gillette, com 7 lâminas e pega em carbono. Eu, depois de sair do meu mundo zen, olhei para a jovem, mostrei o meu mais simpático sorriso, rodei a cabeça para ela ver bem que eu tenho uma barba com 10cms de comprimento e disse-lhe: "Por acaso não estou interessado, mas se também estiver a mostrar tesouras de poda, sou todo ouvidos!".. Ela riu-se, disse obrigada e foi chatear outras pessoas, eu alinhei os chakras e continuei a escolher o desodorizante.

Sei que da última vez que falei sobre este assunto, até fui meiguinho para com as pessoas que estão na caixa, mas hoje é um novo dia, e como tal, não vou perdoar. Sempre, mas sempre que vou pagar, os funcionários da caixa fazem-me SEMPRE a mesma pergunta: "Tem cartão?", ao que eu respondo que não tenho. E como eu vou sempre ao Continente, dar uma resposta negativa é levar com uma carrada de perguntas logo a seguir!

Funcionária: Tem cartão Continente?
Eu: Não, não tenho.
Funcionária: E não está interessado em ter?
Eu: Não, não estou.
Funcionária: Mas sabe as vantagens que oferecemos?
Eu: Não, mas tamb..
Funcionária: Tem descontos imediatos, aculuma valor em cartão..
Eu: Sim, mas não estou interes...
Funcionária: E agora também descontos em combústiveis, descontos nos ginásios..

E a vontade que eu tenho é de gritar, saltar para o outro lado, agarrar na cabeça da funcionária e passa-la pela máquina que faz bip bip até aquela merda estar assada de lá tanto passar a testa!! Eu já disse que não tenho nem quero cartão! Não insistam e deixem-me, por favor, ir para casa!

28 comentários:

  1. A mim essa questão de escolher entre 150 marcas já não se levanta, porque tenho as marcas bem definidas na cabeça. Sei qual a marca de bolachas, de cereais, de azeitonas, de massa, etc. e se me quiserem fazer descontos, é naquelas marcas.
    A parte do cartão, se for no continente tenho e apresento antes de mo pedirem, se for no pingo doce, que agora aderiu a essa mania com um cartão de descontos na BP, antes que a menina termine a pergunta, digo logo: não tenho nem quero. Mas com maus modos, para ela não ter a tentação de voltar a perguntar. xD
    Mas são uns chatos, com a porcaria das promoções e dos cartões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chatos é favor! :) é de levar um gajo à loucura!! :)
      Eu também sei as marcas e produtos que quero, mas aquilo tá sempre diferente e tudo cravado de papeis de promoções que o meu cerebro atrofia logo..

      Eliminar
  2. Hey musta. Realmente os hipermercados são um mundo. Para nós homens é uma confusão, nunca sabemos onde é nada, não ligamos ao preço. Para elas é tudo simples, vão logo ao produto sem falhar o corredor, sabem os preços as vantagens do catano do cartão.
    Algumas mulheres poderiam oferecer-se para fazerem as compras por nós e trazerem-nas a nossa casa. Aposto que muitos homens como nós iriam querer os seus seviços. Serviços fica mal, vamos alterar para contratá-las, menos mal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hello Diogo!
      É um facto, como já aqui disse num dos posts sobre os hipermercados, as mulheres safam-se bem melhor do que nós!
      E olha que tens aí uma grande ideia de negócio! Tipo acompanhantes de luxo, mas para irem com os homens solteiros às compras!! :)

      Eliminar
  3. Também é tarefa que odeio, é algo comum no sexo masculino, devíamos criar uma associação de apoio aos homens que detestam compras xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tipo um grupo de apoio:

      Olá, eu sou o Eduardo, e eu tenho que ir às compras sozinho.. :D

      Ou então crio ali o negócio que disse acima, das acompanhantes para estas tarefas! :)

      Eliminar
  4. quando for assim respira fundo e conta até 100. ok se 100 n der conta ate 1000 lol

    e quanto as raparigas chatas no meio dos corredores tenho-te a dizer que ja fui uma delas lol
    bjs*

    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas as pessoas deviam entender logo o não quero, e não chatear mais a pessoa..

      Mas até há algumas que percebem o que estão a fazer, e não interpelam toda a gente que lá passa.. se tão a tentar vender cosméticos, epá, se calhar se virem um gajo sozinho mais vale nem dizer mais do que um boa tarde por simpatia..
      Agora eu tenho uma barba com cerca de 10cms de comprimento, achas normal virem ter comigo por causa de giletes? :) lool

      Bjs*

      Eliminar
  5. O que tu precisas é de uma mulher que te alimente!
    (Sim, o comentário era desnecessário mas quem não berra, não mama!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se bem que essa ideia de ser alimentado me faça lembrar os reis e faraós, cheios de mulheres a darem-lhe a comida à boca e a abanarem folhas de palmeiras, a mim bastava uma mulher que me ajudasse nestas tarefas "simples" de ir às compras e passar a ferro! :)

      (mas Ana, se te tiveres a voluntariar, podemos ver isso com mais atenção.. :p)

      Eliminar
    2. Não me digas que também me vais redigir um contrato?

      Eliminar
    3. haha também não é preciso tanto :)
      Bastava uma pequena ajuda quando tenho que fazer isto, mais que não fosse, para fazeres companhia, e a ida às compras não ser tão dolorosa..

      Eliminar
    4. Permite-me apresentar-te aquela coisa maravilhosa que dá pelo nome de Continente online?
      Dou-te uma aula particular sobre a coisa e tudo!

      Eliminar
    5. Então e depois onde é que eu vou a assunto para falar aqui no blog?
      E isso tem que se pagar alguma coisa extra? é que eu sou um pouco forreta.. :)

      Eliminar
  6. Ahahah! Querido Mustache, numa dimensão verdadeiramente Zen os ruídos terrenos não afectam a ataraxia! E quanto às giletes, quem te disse que elas só servem para o rosto? A menina deve ter pensado que, apesar de exibires umas barbas à Diógenes, poderias ter outras zonas da tua anatomia onde usar as ditas :))))
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que elas não servem só para o rosto, mas noutras zonas da minha anatomia, gilete é coisa que está banida! :) Aliás, acho que nem as mulheres deviam usar tal utensílio no seu corpo.
      E ainda não consigo atingir o verdadeiro estado de nirvana, por isso é que facilmente os sons terrenos me quebram o feitiço.. :)

      Eliminar
  7. Eu não sou homem e detesto ir às compras! Por isso divido a dor aos poucos. Vou buscar o essencial quando é preciso e está bom. Assim as comparações de preços tornam-se pouco demoradas e mais eficientes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só lá vou mesmo quando se torna imperativo, mesmo que demore lá mais tempo, prefiro ir lá o menos vezes possivel! :)

      Eliminar
  8. Isso já é trauma...
    Olha, o cartão do Continente é fixe, já me tem dado alegrias.
    Também não gosto muito que andem de roda de mim a impingir coisas mas houve duas vezes em que até foi proveitoso: uma deu-me amostras razoáveis e outra ajudou-me a escolher uma coisa que queria mesmo comprar, foi muito útil :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Wallis, e cada vez que lá vou, fica ainda mais traumatizado!
      Da única vez que tive tentado a ir fazer o cartão do Continente, disseram-me para ir ao apoio ao cliente, e tinha uma fila enorme de malta a querer devolver couves e repolhos, e não quis ficar à espera.
      Acredito que às vezes essas pessoas até possam ter coisas interessantes a mostrar, mas há que saber escolher o público alvo! E é nisto que muitas vezes pecam..

      Eliminar
  9. "Como eu sou gajo solteiro, livre, giro e simpático"

    foi a única coisa interessante do post... :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. You just made my day! :D

      Eliminar
    2. Cai sempre bem um elogio!

      (eu acredito que tenha sido isso)

      Eliminar
  10. elogio? achas mesmo?!

    foi puro interesse num solteirão :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahaha e o solteirão continua solteiro!
      (e cada vez mais velho.. :|)

      Eliminar
  11. velho? até aos 100 ainda espero ficar comprometida, nem que seja com Deus xD
    viva os solteirões!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 29 aninhos pah... já é mais de metade de meio século! :D
      olha que ouvi dizer que esse tal de Deus, anda com muita gente ao mesmo tempo... gajas e gajos!

      Eliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!