terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Acerca de passar a ferro..



E ao fim de 2 meses a viver “sozinho”, chegou o momento que eu mais temia.. ter que passar a minha roupa a ferro!

Não, não tenho roupa suficiente para estar 2 meses sem ter que a passar, mas felizmente, da primeira vez que esse momento aconteceu, tinha a minha mana a visitar-me, e bondosa como só ela sabe ser, deu um jeitinho no monte de roupa que eu já tinha acumulado!
E a verdade é que a tive quase a convidar para me visitar novamente neste fim-de-semana que passou, mas pensei cá para mim mesmo: “há altura em que um rapaz deixa de ser menino e se transforma num homem, por isso, vou passar a minha roupa a ferro!”

Escusado será dizer que fui burro e rapidamente me arrependi de tão cruel ritual de passagem a homem… mas por outro lado, fez-me compreender certas coisas, e ao fim de 1h40m a passar 10 t-shirts, 2 camisas, 1 camisola e 1 par de calças, foi isto que aprendi:

1 – Passar a ferro dá umas dores nas costas como nunca imaginei. Ao fim de 30mins parecia que me estavam a bater com um barrote sempre que mexia os braços.
2 – Por mais que eu goste de usar camisas, nunca mais vou comprar nenhuma, apenas pelo trabalho que dão a passar! É as mangas, é o colarinho, é entre os botões, é ser impossível manter a camisa direita em cima da tábua,..
3 – T-shirts é muito bonito e tal, mas decidi que de inverno só vou passar o colarinho, pois é a única coisa que se poderá ver debaixo de uma camisa! Tanto faz se o resto está cheio de vincos ou não… (também, pelo andar da carruagem, não preciso preocupar-me muito em ter que tirar a roupa em frente a alguma miúda e ela “ah e tal vê-se que essa t-shirt não foi passada.. já não te quero dar prazer sem fim, pois um homem que não se preocupa com andar com roupa passada também não se preocupa em agradar uma mulher!”) quase de certeza que é isto que ela irá dizer..
4 – Como não vou mais comprar camisas, se calhar sempre tenho que passar as t-shirts por completo (o que tem o lado positivo da miúda me ver todo catita e engomado e me dar o prazer)
5 – Calças e camisolas até é fácil.

Em suma, e como já tinha dito, passar a ferro é como uma dança sublime e graciosa, em que se não sabes os passos, estás completamente desgraçado da vida!

 (o meu notável feito)

PS: o meu próximo desafio vai ser saber onde prender as molas quando estendo a roupa no estendal, de forma a não deixar vincos difíceis de tirar com o ferro.

5 comentários:

  1. Claro que eu tinha que vir parar a este post também xD

    Se há coisa que eu adoro fazer em casa é passar a ferro. Juro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahaha Então sempre que tiver aqui roupa aos montes, posso-ta enviar por correio? :D

      Eliminar
    2. Estás cheio de sorte xD ahahahah

      Eliminar
    3. Ainda bem que tou!! amanha envio já a primeira remessa! :D

      Eliminar
  2. Se quizeres posso emprestar-te a minha Maria.
    Fantástica, uma querida.
    6€ à hora:)))
    Recuso-me terminantemente a fazer essa tarefa. Nem sequer sei onde ela arruma a tábua de engomar aqui em casa, e não tenho vergonha nenhuma disso:))))

    ResponderEliminar

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!