terça-feira, 26 de junho de 2012

Filmes da minha vida #1

Bem, ao que parece, qualquer blog e/ou "bloguista" que se preze, tem sempre algo deste género.
Seja livros, filmes, viagens, comidas, whatever.. têm que dizer algo que os marque na vida.
Eu cá decidi-me pelos filmes! Na minha vida até agora claro, que ainda sou novo e tenciono ver muitos mais..

Começo por um, que embora não seja o meu favorito, é o indicado para esta ocasião.

 



Não só porque também eu me chamo Eduardo, mas porque este filme tem umas das histórias mais bonitas de sempre (sim, eu sou um gajo lamechas e que gosta de coisas destas).

Duvido que alguém não conheça este filme, mas para os mais distraídos, ou nascidos nos finais da década de 90, vou fazer um pequeno resumo. Edward é o resultado inacabado do trabalho de um inventor excêntrico e solitário, que decidiu "criar um ser humano", mas infortunio do destino, acabou por morrer antes de lhe colocar as mãos, deixando-o assim, ao pobre Edward, com umas enormes lâminas tipo tesoura a fazer de mãos. Até ao dia em que uma vendedora da Avon vai até à mansão e encontra Edward a viver sozinho, com a cara cheia de cicatrizes por se cortar a ele proprio e decide levá-lo para sua casa e cuidar dele. Claro que por ser diferente, a sua chegada causa bastante curiosidade no pacato bairro dos subúrbios onde Peg (a vendedora) vive com a sua familia. Mas rapidamente a curiosidade passa, e Edward é aceite pelos locais. Depois de verem a sua habilidade a podar árvores, a cortar cabelos e a tosquiar cães, uma vizinha propõe que ele abra um salão de cabeleireiro, e numa visita ao futuro salão, a vizinha tenta fazer sexo com Edward, mas este foge e ela inventa que ele a tentou violar. Tudo poderia ter corrido bem não fosse Edward apaixonar-se por Kim, filha de Peg,  e na sua ânsia de lhe agradar, entra num assalto a casa do namorado de Kim que corre mal, e acaba por ser preso. É também a partir desta altura que Kim se apercebe que o seu namorado (Jim) não vale um tostão e que está apaixonado por Edward. Quem não vê isto com bons olhos é Jim, que ataca Edward e este ao defender-se corta-lhe um braço. Com todo o bairro contra ele, Edward foge de novo para a sua mansão, perseguido por Jim, que vai tentar matar Edward. Começam a lutar e Kim defende Edward, acabando por ser agredida por Jim, e Edward ao ver isto, avança contra ele, espeta-lhe as tesouras no peito e atira-o da janela do sotão, matando-o. Por esta altura, os vizinhos chegam e veem Jim morto, e Kim para proteger Edward diz para ele nunca sair dali, e pegando numa mão antiga de Edward, mostra-a a toda a gente e diz que ambos se mataram durante a briga.
O filme começa com uma Kim idosa a contar esta história à sua neta, e acaba com a mesma cena, mas com neve a cair na rua, que não é mais do que Edward a esculpir gelo na mansão e os flocos do gelo a descerem até ao bairro.

É sem dúvida nenhuma um dos melhores filmes que vi, e muitas foram as vezes em que o meu nome foi associado ao filme. Lembro-me especialmente de uma vez em que o actor Luis Aleluia, na altura a fazer o papel do aluno Tonecas, foi a Mora e quando lhe pedi um autografo e lhe disse que me chamava Eduardo, ele escreve no papel "Eduardo, Mãos de Cenoura"! Eu que na altura deveria ter os meus 12 anos, fiquei todo contente!

Espero que após lerem isto, fiquem com vontade de rever o filme, e quem nunca o viu tenha ficado com vontade de o ver! Vale mesmo a pena!!

Só uma pequena curiosidade, este foi o primeiro filme que juntou uma dupla de enorme sucesso! Tim Burton e Johnny Depp. Desde então é vê-los nos maiores sucessos cinematográficos!

Beijinhos e para a semana, é outro filme...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não é por nada, nem quero influenciar ninguém, mas diz que quem comentar neste blog, é uma pessoa espetacularmente espetacular!